A Alternativa Portugal considera que o valor da vida humana não depende de épocas, consciências, modas e menos ainda de interesses. A vida humana deve ser respeitada, protegida e acarinhada desde o seu início, pelas famílias e também pelo Estado. Este tem a obrigação de tudo fazer para defender a vida humana, desde a concepção até à morte natural.

Não defendendo a vida humana — porque o aborto é a condenação voluntária à morte de um ser humano em gestação —, os órgãos de soberania tornam-se órgãos de tirania, pois a vida é o direito mais elementar de qualquer ser humano.

A Alternativa Portugal saúda todos quantos, abnegadamente, se têm empenhado no combate contra a cultura da morte, reafirmando-lhes toda a solidariedade e apoio.

Para a Alternativa Portugal, só lutando pela vida seremos dignos da História que herdámos e capazes de continuar esta Nação valente, briosa dos seus valores tradicionais.

Alternativa Portugal


» Imprimir Comunicado em versão PDF
» Imprimir Comunicado em versão PDF